« voltar a Formação e Eventos

Data
29 setembro 2016
Local
Porto

ENQUADRAMENTO

Esta ação de formação destina-se a transmitir aos participantes informação específica sobre um tema que, não sendo novo, tem vindo a ocupar algum espaço na comunicação social. O assunto é abordado de forma pouco clara e a informação disponível sobre cogeração é, geralmente dispersa, incompleta e demasiado técnica, deixando os interessados pouco esclarecidos e por vezes com ideias erradas.
Por outro lado, os jovens que pretendem iniciar a vida profissional dentro da área da energia, confrontam-se frequentemente com dificuldade na obtenção de informação adequada sobre a produção combinada de calor e eletricidade.

Esta ação de formação preparada pela COGEN Portugal, propõe-se dar resposta às carências enunciadas, fazendo uma abordagem detalhada dos principais aspetos que envolvem a atividade da cogeração, numa linguagem acessível e com recurso a técnicos especialistas e com comprovada experiência nas matérias em questão.

OBJETIVOS

  • Transmitir aos participantes os principais conceitos relacionados com a atividade de cogeração bem como as vantagens económicas e ambientais desta tecnologia;
  • Apresentar o enquadramento legal da atividade de cogeração;     
  • Identificar os vários sistemas de cogeração.

PROGRAMA

1.    Princípios da cogeração

  • Produção convencional de energias térmica e elétrica
  • A cogeração como alternativa à produção convencional
  • Condições para a existência de cogeração: recuperação da energia térmica
  • Eficiência do processo
  • Consumo nos serviços auxiliares da instalação
  • REE- rendimento elétrico equivalente
  • PEP- poupança de energia primária
  • Emissões evitadas
  • Benefícios da cogeração

2.    Enquadramento institucional/legislação

  • UE
  • Portugal

3.    Dimensionamento de uma instalação de cogeração

4.    Sistemas de cogeração e aplicações

  • Caldeira de vapor + turbina de contrapressão
  • Motor Diesel
  • Motor ciclo "Otto"
  • Turbina a gás
  • Pilhas de combustível
  • Ciclos combinados
  • Esquemas de recuperação de calor (caldeiras, permutadores de calor, utilização direta)
  • Combustíveis apropriados (sólidos, líquidos e gasosos)

5.    Aplicações - exemplos:

  • Indústria
  • Sector terciário
  • Sector residencial

6.    Visita à central de cogeração da Unicer

PÚBLICO-ALVO

  • Técnicos de centrais de cogeração;
  • Profissionais que tenham iniciado funções, ou pretendam desenvolver as suas competências na área da cogeração.

FORMADORES
Luís Braga

Mestre em Engenharia Mecânica (Pré Bolonha), Licenciado em Engenharia Química, Gestor de Manutenção e Energia da RAR - Refinarias de Açúcar Reunidas S.A., Responsável pela manutenção da unidade fabril e da central de cogeração, gestor operacional da central de cogeração e gestão energética da empresa. Responsável pelas Auditorias Energéticas e Planos de Racionalização de Energia, assim como por novos investimentos de diversas especialidades. Reconhecido pela DGEG como auditor energético: Indústria SGCIE, Frotas, Instalações de Cogeração, CMVP – Certified Measurement and Verification Professional. Coordenador Técnico da Pós-graduação em Gestão de Energia e Eficiência Energética (Ramo Indústria) no ISQ - Instituto de Soldadura e Qualidade (Norte), tendo a seu cargo vários módulos. Auditor energético independente com auditorias energéticas realizadas em vários setores de atividade. Autor e co-autor de artigos técnicos na área da energia. Formador de diversas ações relacionadas com energia e cogeração em Portugal e no estrangeiro.

Sandra Domingues
Licenciada em Engenharia Eletrotécnica pelo IST.
Responsável pela Divisão de Cogeração da FPT com 16 anos de experiência no mercado da energia, em desenvolvimento de negócio, de projeto e de consultadoria. Como diretora na FPT, assegura a gestão técnica e económica de Centrais de Cogeração otimizando processos, negociando contractos e gerindo equipas. Juntou-se à FPT em 1999 para lançar o negócio de promoção de Centrais na área das energias renováveis e da cogeração, coordenando o ciclo completo desde a procura de projetos e de parceiros de negócio até à implementação e exploração. Antes da FPT, efetuou estudos na divisão de planeamento de rede da REN para suporte a decisão de investimentos.

HORÁRIO
08H30 – 18H30

 


No dia 29 de Setembro, a COGEN Portugal organizou uma ação de formação sobre o tema "Cogeração: Enquadramento e Tecnologia", que terminou com uma visita à Central de Cogeração da Unicer.
Os 17 formandos que estiveram presentes avaliaram a sessão com uma média global de 3.6 numa escala de 1 a 4.