« voltar a Formação e Eventos

Data
23 outubro 2018
Local
Porto

ENQUADRAMENTO
No setor industrial onde o peso da componente energética é muitas vezes um dos fatores decisivos no custo do produto, as necessidades de racionalização dos custos energéticos são prementes. O conjunto de tecnologias e procedimentos hoje disponibilizados pelo mercado permitem reduções substanciais no consumo de energia, no entanto estão muitas vezes associadas a elevados custos iniciais que limitam a sua adoção por entre outros existir alguma incerteza face às poupanças e retornos estimados. A redução desta incerteza é exatamente o objetivo do Investor Confidence Project (ICP) Europe.

O ICP Europe, iniciativa financiada pelo Horizonte 2020, pretende aumentar o fluxo de capital para a eficiência energética através de um conjunto de ferramentas, incluindo protocolos, open source, para a elaboração de projetos de eficiência energética reduzindo o custo e tempo associados à análise dos projetos e aumentando a confiança nas poupanças de energia. O uso destas ferramentas conduzem à certificação internacional - Investor Ready Energy Efficiency (IREE) ™ do projeto aumentando a confiança dos intervenientes nos projetos de engenharia e nos retornos financeiros apresentados, contribuindo para o aumento do volume de investimento em eficiência energética.

PROGRAMA
09h00    Receção dos participantes

09h15    Sessão de Abertura
             Ricardo Sá, Vogal da Comissão Executiva da COGEN Portugal

09h30    Apresentação do ICP Europe
             Jorge Rodrigues de Almeida, ICP Europe

10h00    ICP Europe Project Developer
             Luís Castanheira, ICP Europe

11h30    Sessão de Encerramento
             Bento Aires, Coordenador do Conselho Regional do Colégio de Engenharia Civil da Ordem dos Engenheiros Região Norte

11h40    Networking coffee

LOCAL

Ordem dos Engenheiros da Região Norte |Rua Rodrigues Sampaio, nº. 123 | Porto

"Transmissão de experiências por parte dos formadores." Tiago Fonseca, TJF EcoEnergy Solutions

"Disponibilidade para interação." José Baranda Ribeiro, Universidade de Coimbra

"Forma eficaz como foi conduzida." Rui Pereira, STEG

"Introdução ao projeto ICP. Metodologias e procedimentos para projetos em eficiência energética." Hugo Tavares, WTG Energias

"A clareza na apresentação dos conteúdos." Joaquim Guedes, Ecoinside

"Apresentação sucinta, mas esclarecedora." António Sanfins, SmartProcess

"Saber da existência de uma metodologia/ferramenta útil para a utilização dos projetos de eficiência energética." Jorge Roxo, Filotipo

"Domínio e clareza nos temas apresentados." Jorge Timóteo, Lactogal

"O carácter prático da formação." Baltazar Peixoto

"Relevância do tema no sentido da qualificação e capacitação profissional." Manuel Vieira da Costa, REN Gasodutos

"Esclarecimentos e contributos." Pedro Freitas, AuditGreen

"O dinamismo e conhecimento dos formadores." Tiago Albarran, Fisipe

"A abordagem simples e direta a um tema complexo. O conteúdo foi muito interessante." Afonso Figueiredo, Filotipo

"Ficar com conhecimento do trabalho desenvolvido pelo ICP e qual o seu alcance e vantagens desta certificação." José Falcão Silva, Sotécnica

"Networking." Bruno Matinho, VPS

"Capacidade de comunicar informação de maneira sucinta e explícita." Jorge Sousa, Sotécnica

"Disponibilidade dos formadores para responder às questões e clareza da exposição." Jaime Santos

"Pertinência da temática afeta à eficiência energética na indústria, em particular a falta de credibilização das poupanças estimadas." Carlos Oliveira, Sonae Capital

"Domínio do tema abordado." Ana Isabel Novais, A. Ramalhão

"A competência dos dois oradores." Paulo Cardeano Ribeiro

 


Na manhã do dia 23 de Outubro, a COGEN Portugal, em parceria com a RDA - Climate Solutions e com a Ordem dos Engenheiros da Região Norte, organizou uma formação para apresentar o ICP (Investor Confidence Project) Project Developer a técnicos em eficiência energética na indústria. Este projeto tem como objetivo aumentar o fluxo de capital para a eficiência energética através de um conjunto de ferramentas, incluindo protocolos, open source, para a elaboração de projetos de eficiência energética reduzindo o custo e tempo associados à análise dos projetos e aumentando a confiança nas poupanças de energia.
Os cerca de 30 formandos presentes nesta sessão destacaram a relevância do tema, a clareza e exposição por parte dos formadores e a sua disponibilidade para tirar todas as dúvidas colocadas. Esta satisfação refletiu-se na avaliação global da formação, que registou uma média de 3,6 numa escala de 1 a 4.