« voltar a Formação e Eventos

Data
10 outubro 2018
Local
Porto

ENQUADRAMENTO
Numa economia onde a cada dia há maior incerteza e volatilidade nos mercados, e num mercado como o da eletricidade, regido por preços instáveis, negociados no mercado diário, que ferramentas existem para otimizar os recursos das empresas e desenvolver estratégias que permitam negociar a eletricidade com riscos mais reduzidos?
A negociação no mercado de futuros de eletricidade MIBEL,  permite que as  empresas reduzam o risco da alta volatilidade dos preços diários de energia  contribuindo para um melhor planeamento das suas compras quer para o funcionamento normal da sua empresa quer para comercializar a dita energia aos seus clientes.
Esta formação intensiva  sobre o  funcionamento do Mercado de Derivativos MIBEL,  permite aceder à informação  necessária  para ser um participante do mercado e criar estratégias de cobertura eficientes.


OBJETIVOS

  • Ter uma visão detalhada de como está estruturado o mercado da eletricidade e as diferentes partes que o criam e integram;
  • Aquisição de conhecimentos sobre os procedimentos operacionais e mecanismos que tanto o OMIP(1) e a OMIClear(2) utilizam numa base diária e que auxiliam todos os participantes do mercado na eliminação do risco e na criação de eficientes estratégias de cobertura.


PROGRAMA
Módulo 1 - Introdução
1.    Visão Geral
2.    O Grupo OMI, OMIP e OMIClear
3.    Participantes
4.    Portfolio de Produtos - Eletricidade e Gás Natural


Módulo 2 - OMIP: Negociação de Contratos de Derivados de Energia
1.    Conceito de "Futuros"
2.    Conceito de "Opções"
3.    Estratégias com Derivados
4.    Índices de Eletricidade
5.    Portfolio de Produtos - Eletricidade e Gás Natural
6.    Contas de Negociação
7.    Gestão de Ordens
8.    Sessão de Negociação
9.    Atuações Excecionais do OMIP sobre o Mercado
10.    Trayport


Módulo 3 - OMIClear: Compensação e Liquidação de Contratos de Derivados de Energia
1.    Caraterísticas Principais de uma Contraparte Central (CCP)
2.    Tipos de Participantes OMIClear
3.    Processo de Registo das Transações na OMIClear
4.    Modelo Geral de Risco da OMIClear
5.    Ativos Aceites como Garantia por OMIClear
6.    Liquidação Financeira no sistema de pagamentos Europeu TARGET2
7.    Liquidação Física de contratos derivados de Gás Natural com entrega no PVB-ES
8.    Faturação
9.    O Sistema OMIClear
10.    Sessão de Compensação: Fases e Horários


Módulo 4 - Dados de Mercado
1.    Volumes e Preços
2.    Fees
3.    Informação no site OMIP


PÚBLICO-ALVO
Empresas do setor energético: Gestores de Energia, Consultores Energéticos e Diretores Técnicos.


FORMADORES
Ana Claro
Responsável do Departamento de Clearing da OMIClear.
Licenciada em Economia pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) e com uma pós-graduação em Estudos de Mercado e CRM pela Universidade Nova de Lisboa.
Mais de 12 anos de experiência e envolvimento nos projetos do Mercado de Derivados do OMIP e OMIClear, incluindo o lançamento de novos produtos e serviços, desenho e implementação do modelo de gestão de risco aplicável aos produtos compensados e elaboração das regras, políticas  e procedimentos internos necessários ao bom funcionamento das atividades core da Câmara de Compensação.


Carlos Gonçalves
Responsável pelo Departamento de Trading do OMIP.
Licenciado em Gestão pela Universidade Católica do Porto. Larga experiência em mercados de capitais desde 1992, tendo assumido funções de chefia nas áreas de gestão de ativos e derivados em vários bancos de investimento. Desde 2006 no OMIP, como responsável de trading e monitorização de mercado.


Pablo Villaplana
Diretor OMIClear.
Bacharel em Economia e Mestre pela Universidade Pompeu Fabra (Barcelona) e Doutor em Economia (2003) pela Universidade Carlos III de Madrid. Entre 2003 e 2006 foi professor de economia financeira e estatística na Universidade Pompeu Fabra e na Universidade de Alicante. Desde 2006, ocupou os cargos de Subdiretor e Director de Mercado de Derivados da Comissão Nacional de Energia, onde participou ativamente da conceção e supervisão de vários processos de leilão de eletricidade e gás natural. Foi co-presidente do grupo de trabalho sobre integridade de mercado e transparência na Agência Europeia de Reguladores de Energia (ACER). Diretor da OMIClear desde fevereiro 2014, onde liderou a adaptação da Contraparte Central às normas europeias e o lançamento de serviços de compensação EMIR para novos contratos de eletricidade e gás natural.


Tomás Gaivão
Responsável pelo Departamento de Marketing e Desenvolvimento de Negócio do OMIP.
Licenciado em Engenharia Mecânica pela Universidade de Coimbra. MBA Executivo em Finanças pelas Universidades Católica e Nova de Lisboa. Foi durante 13 anos quadro da REN – Redes Energéticas Nacionais, nas áreas de projeto de linhas, gestão de ativos físicos, planeamento de redes e desenvolvimento de negócios. Desde 2018 no departamento de Marketing e Desenvolvimento de Negócio do OMIP.


HORÁRIO
09h30 - 18h30


LOCAL
Porto Palácio Congress Hotel
Av. da Boavista, 1269 • 4100-130 Porto

 

(1)O OMIP é a bolsa de derivados do MIBEL (Mercado Ibérico de Eletricidade). Os principais objetivos do OMIP são contribuir para o desenvolvimento do mercado ibérico de energia, promover a formação de preços de referência eficientes de âmbito ibérico e disponibilizar instrumentos eficientes de gestão de risco.

(2)A OMIClear é a Câmara de compensação com funções de contraparte central e gestão do sistema de liquidação do mercado de derivados do MIBEL (Mercado Ibérico de Eletricidade).

 

"Aprendizagem e clarificação de um tema complexo." Luís Borges, TDGI

"Experiência e capacidade de partilha dos formadores." Hélder Serranho, Generg

"Abordagem e sensibilização do tema. Atualidade do tema." António Ferreira dos Santos,  Galp Energia

"A explicação do funcionamento do mercado de derivados e da câmara de compensação OMICLEAR" Luís Alves, SGL Carbon

" A clarificação do funcionamento do mercado de futuros." Nuno Carvalho, Galp Energia

"Negociação e compensação." Vítor Costa, Enforcesco


A COGEN Portugal realizou no dia 10 de Outubro, uma ação de formação sobre "O Mercado de Derivados de Energia OMIP e a Câmara de Compensação OMICLEAR", que contou com a participação de 30 participantes  oriundos de 17 empresas. A participação nesta formação permitiu o acesso à informação necessária para a participação das empresas no mercado de derivados de energia OMIP bem como o apoio na criação de estratégias de cobertura eficientes.
Os 30 participantes destacaram a importância e aplicabilidade da temática, avaliando a sessão com uma média global de 3.6 numa escala de 1 a 4.